pagamentp-whatsapp

O Pagamento WhatsApp (WhatsApp Pay), a “prova de fogo” do Gateway de pagamento que promete ser o mais popular do mundo

 

Por Ivini Ferraz, pesquisadora e professora de Cultura Digital, diretora da Players Multimidia School

O Pagamento WhatsApp ou WhatsApp Pay já vem sendo testado na Índia desde 2018. Depois de receber a aprovação do governo da Índia, o WhatsApp Pay ainda não foi lançado oficialmente para a população indiana que é o país com o maior numero de usuários com 340 milhões, seguido do Brasil com aproximadamente 120 milhões de usuários.

Essa limitação inicial existe porque tanto o National Payments Corporation of India (NPCI) quanto o Reserve Bank of India (RBI) ainda não confiam completamente na capacidade do Facebook em cumprir os regulamentos do país, preferindo iniciar um teste (versão Beta), antes de oficializar o tão esperado gateway de pagamento do Facebook.

Dessa forma, a oficialização veio primeiramente no Brasil. O aplicativo vai passar por uma prova de fogo aqui nas próximas semanas. Isso porque o iremos testar a real capacidade dos servidores para lidar com uma grande quantidade de transações financeiras simultâneas.

Assim, a idéia do Pagamento WhatsApp (WhatsApp Pay) é permitir que a população consiga fazer pagamentos e receber transferências sem sair do app, no contexto indiano e até mesmo brasileiro, onde o deve auxiliar estes governos a reduzir o número de cidadãos que estão fora do sistema bancário.

No Brasil,  o WhatsApp encontra-se instalado em 99% dos smartphones do País, sendo que 98% dos seus usuários utilizam o app todo dia ou quase todo dia. É também o aplicativo mais presente  na tela inicial de 57% dos celulares nacionais. Ou seja, Pagamento WhatsApp é o aplicativo mais bem posicionado hoje no Brasil para a oferta de uma ferramenta de pagamentos, mais do que qualquer banco, fintech ou outro app de comunicação.

Na pesquisa Panorama Mobile Time/Opinion Box sobre mensageria no Brasil, publicada em fevereiro de 2020, foi perguntado aos usuários do mensageiro se eles “gostariam de poder realizar pagamentos e transferências de dinheiro através do WhatsApp”. 61% responderam que sim. A proporção é maior entre os homens (67%) do que entre as mulheres (56%). Na comparação por faixa etária, o pagamento por WhatsApp desperta mais interesse no grupo entre 16 e 29 anos (64%), do que naqueles de 30 a 49 anos (60%) e com 50 anos ou mais de idade (56%). Não há diferença na análise por classe social: A e B (61%), C, D e E (61%).

Por estes e outros motivos, no Brasil  o Pagamento WhatsApp (WhatsApp Pay) para a oferta de uma ferramenta de pagamentos, mais do que qualquer banco, fintech ou outro aplicativo.

Com muita cautela e focado em pequenas empresas, o sistema inicialmente permitirá usar cartões de débito, ou que têm função de débito e de crédito, Visa e Mastercard dos bancos Nubank, Sicredi e Banco do Brasil. A transferência vai ser intermediada pela Cielo e será sem taxas para os usuários. Segundo o WhatsApp, o modelo é aberto e está disponível para receber outros parceiros no futuro.

As transações só podem ser feitas em real e dentro do Brasil. Há um limite de R$ 1 mil por transação e R$ 5 mil por mês. Será possível fazer até 20 transações por dia.

Caso tudo aconteça de forma satisfatória, o WhatsApp deve convidar outros bancos para entrar em sua plataforma e expandir o limite de transações, que no Brasil será de apenas R$5.000,00

Os comerciantes, diferentemente dos usuários, pagam uma taxa fixa de 3,99% por transação. Disponivel apenas na versão WhatsApp Business, será preciso ter uma conta Cielo para solicitar e receber pagamentos ilimitados, tanto de crédito quanto de débito, oferecer reembolsos e ter suporte técnico. Por isso os pequenos comerciantes, autônomos e revendedores devem se preparar se  quiserem ultilizar o serviço.

 

Mensalmente a Players School realiza Webinares gratuitos. Inscreva-se gratuitamente para o nosso próximo webinar de WhstApp Business para Lojistas.

 Seja um Player!